Você sabia que os vinhos brancos podem ser elaborados em barrica de carvalho?

Isso mesmo. Apesar da maioria dos vinhos brancos não “passar por madeira”, algumas cepas brancas, como a Chardonnay, têm se adaptado bem em barricas de carvalho.

Existem muitas formas dos vinhos entrarem em contato com a madeira (barrica, tonel, chips, lascas, …), porém duas técnicas em especial têm sido bastante utilizadas pelas vinícolas aqui no Brasil.

A primeira é o vinho branco ser elaborado da forma convencional com fermentação em tanques de inox com temperatura controlada (ou outro tipo de tanque) e depois de pronto estagiar alguns meses, a depender do enólogo, em barricas de carvalho (francesa ou americana).

Outra forma é realizar a fermentação já em barricas de carvalho, buscando o aporte e estrutura da madeira desde o início do processo. São técnicas mais delicadas e que requerem um maior cuidado do enólogo desde a seleção da uva adequada para esse método de elaboração, até o momento ideal de remover o vinho da barrica.

Esses processos são mais onerosos e geralmente feitos quando se busca elaborar vinhos brancos mais complexos, estruturados e longevos.